MENU

29/07/2019 às 13h01min - Atualizada em 29/07/2019 às 13h01min

Tour de France 2019 tem vitória sul-americana inédita.

Do br.rfi.fr
Christian Hartmann\ Reuters


O colombiano Egan Bernal é o campeão do Tour de France 2019. Na tarde deste domingo (28) ele pedalou pelas ruas de Paris até a linha de chegada na famosa avenida dos Champs-Elysées. Bernal conseguiu abrir vantagem no ranking geral na penúltima etapa da competição.
Foi no sábado (27) que este ciclista de 22 anos garantiu a liderança após chegar em quarto lugar na vigésima etapa - vencida pelo italiano Vicenzo Nibali - se tornando assim o primeiro sul-americano a ganhar a competição em toda a história.
Este ano, o percurso da penúltima etapa do tradicional torneio acabou reduzido por causa das condições climáticas no leste da França: três montanhas estavam programadas para os ciclistas passarem, mas apenas uma foi liberada pela organização da prova.
Na sexta-feira (26), um deslizamento de neve e lama já havia interrompido a 19ª etapa, na qual Bernal passou o francês Julian Alaphilippe e assumiu a camisa amarela, dada ao primeiro colocado no ranking geral.
Jejum francês de 34 anos continua                                                       
Alaphilippe ficou em primeiro por 14 etapas seguidas e estava a caminho de quebrar um jejum de 34 anos sem um francês levar o título, o que empolgou o público francês. A televisão francesa registrou uma gigantesca audiência com mais de 30 milhões de espectadores.
Além dele, o compatriota Thibaut Pinot também vinha forte na briga pela primeira colocação, mas se machucou e teve que abandonar o torneio. Com isso, a vitória de Bernard Hinault, em 1985, continua sendo a última conquista dos franceses.
Lançado em 1903, o Tour de France nasceu de uma desavença entre o dono de um jornal e um político de extrema-direita. À época, a França estava dividida por causa do célebre Caso Dreyfus, um capitão do exército francês, judeu, que foi injustamente condenado por espionagem.
Pierre Giffard, proprietário do principal jornal esportivo do fim do século 19, o Le Vélo, era a favor de Dreyfus, e usava as páginas de sua publicação diária para criticar opositores. Um deles, o Conde Jules-Albert de Dion, político e dono de uma fábrica de automóveis, que não acreditava na inocência de Dreyfus, decidiu criar seu próprio jornal para rivalizar com Giffard.
Foi pensando em divulgar essa nova publicação, o L’Auto, que nasceu a ideia do Tour de France. De lá, pra cá, a competição foi crescendo ano após ano, atraindo milhões de espectadores pelas estradas francesas.
Doping
Apesar do sucesso mundial desta competição, o Tour de France também foi marcado por acidentes e diversos casos de dopping.
Um dos casos mais conhecidos foi o do americano Lance Armstrong que se tornou um ídolo mundial após ter se recuperado de um câncer e vencido o Tour de France por sete vezes consecutivas, entre 1999 e 2005.
O ex-ciclista americano acabou banido do esporte em 2012 pela Agência Americana Antidoping, que comprovou o uso de substâncias ilícitas por Armstrong enquanto competia. Com isso ele perdeu todos os seus troféus do Tour de France e todos os outros títulos conquistados ao longo da carreira.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp