MENU

19/07/2019 às 16h04min - Atualizada em 19/07/2019 às 16h04min

Prefeito de Marialva e comunidade se reúnem em Curitiba para definir destino do acesso à estrada Caraná.

Da Ass. Com. Marialva.
Ass. Com. Marialva.


Estrada é objeto de impasse nos últimos dias, após determinação do DER para fechamento do acesso da estrada à BR-376.
 
Na quarta-feira, 17, lideranças da comunidade da Estrada Caraná, acompanhadas do prefeito Victor Martini, do deputado estadual Evandro Araújo e dos vereadores Ricardo Vendrame, Wesley Araújo, Onésimo Bassan e Josiane da Silva, estiveram no Palácio Iguaçu, em Curitiba, em reunião com o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Guto Silva, e com diretores do DER. O objetivo foi reivindicar soluções para a o acesso a estrada, que vem passando por um impasse após determinação do DER (Regional Maringá) de fechamento de um acesso da via à BR-376.
O fechamento acaba impactando severamente a comunidade, que depende de um bom fluxo entre as mais de 200 propriedades ali existentes e a cidade, tanto no escoamento da produção (uva, soja, milho, trigo, cana, flores, café, entre outras), quanto no transporte escolar, assistência técnica para maquinários agrícolas, etc.
O chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, se comprometeu a levar o tema ao governador Ratinho Junior e a colocar no contrato da próxima concessão da BR-376, que será firmado em 2021, a construção de uma trincheira no cruzamento da Estrada Caraná com a BR-376. Após isso, a obra poderá ser licitada, conforme as prioridades da concessionária e do Governo do Estado.
Enquanto isso, o Governo se comprometeu a buscar meios com a Polícia Rodoviária Federal de instalar um redutor de velocidade antes do acesso da via marginal que liga a Estrada Caraná ao trecho da BR-376 onde há um retorno para Marialva, bem como será verificada a provável abertura desse acesso, que foi novamente fechado pela Viapar, por determinação do DER.
Com isso, os pleitos que a comunidade e o prefeito Victor Martini sugeriram foram bem encaminhados. "Saio daqui satisfeito, pois parece que conseguimos sensibilizar o chefe da Casa Civil e os representantes do DER de que esse acesso traz mais benefícios do que malefícios a todos principalmente se levarem em conta que os acidentes reportados não ocorreram ali naquele trecho", afirmou o prefeito Victor Martini. "Nossos pedidos da reabertura do acesso, da instalação do redutor de velocidade e da inclusão da obra da trincheira no próximo contrato de concessão foram bem recebidos pelo Governo do Estado, mas seguiremos acompanhando de perto esse assunto", acrescentou.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp