MENU

08/07/2021 às 11h36min - Atualizada em 09/07/2021 às 14h51min

Poluição indoor pode afetar a qualidade de vida dos alérgicos e ser tão nociva quanto a poluição externa

Produtos de limpeza, ácaros, fungos, pelos de animais e resíduos de insetos estão entre os principais gatilhos da doença

SALA DA NOTÍCIA Zambon
https://www.zambonpharma.com/br/pt/
Divulgação

Com a proximidade do inverno aumenta a preocupação de médicos e especialistas com a incidência de doenças respiratórias e alergias, principalmente no atual cenário em que o isolamento social, necessário para ajudar a conter a pandemia da Covid-19, tem mantido as pessoas mais tempo dentro de casa. É que a poluição doméstica, dependendo dos hábitos das famílias, pode ser tão prejudicial para os pacientes alérgicos quanto a poluição do ar no ambiente externo.

A pneumologista Angela Honda, líder de Programas Educacionais da Fundação ProAR, diz que em alguns países a poluição indoor pode ser até cinco vezes maior do que ao ar livre por causa do acúmulo de agentes biológicos. “Eles são representados por fungos, ácaros, pelos de animais e insetos e podem ser encontrados em carpetes, tapetes, cortinas, cobertores, almofadas e bichinhos de pelúcia, além de roupas que ficam guardadas muito tempo no armário”, exemplifica a especialista. “A rinite é uma reação exagerada do organismo, mas não pode ser encarada como normal. Quem tem alergia não deve se conformar. Ela é uma doença e precisa ser tratada”, destaca Honda.


O Brasil está entre os países que apresentam as maiores taxas de prevalência de asma e de rinite alérgica no mundo. Segundo o International Study of Asthma and Allergies (ISSAAC), a rinite compromete cerca de 26% das crianças e 30% dos adolescentes brasileiros. O mesmo estudo mostra a estreita relação da asma com a rinite: 80% dos pacientes asmáticos têm rinite alérgica e, por isso, os cuidados com a doença não podem ser desprezados. “O paciente alérgico geralmente respira pela boca e isso afeta o padrão de sono porque ele não entra na fase REM, que é quando ocorre o descanso profundo. A consequência disso é irritabilidade e sonolência ao longo do dia e, no caso das crianças, dificuldade de aprendizagem por falta de 
concentração”, pontua a médica.


Como respirar melhor dentro de casa:

Para evitar crise de rinite alérgica, a pneumologista Ângela Honda dá algumas dicas:
-              Passar pano úmido na casa todos os dias
-              Evitar o uso excessivo de produtos de limpeza
-              Utilizar aspiradores de pó em substituição às vassouras – Quanto mais limpo o ambiente, melhor!
-              Evitar tapetes, carpetes, cortinas, almofadas e bichos de pelúcia
-              Evitar contato com livros antigos e nunca armazená-los no quarto
-              Trocar as roupas de cama com regularidade
-              Usar capas impermeáveis em travesseiros e colchões
-              Evitar velas, incensos e outros tipos de aromatizantes de ambiente.


Proteção a mais:
O uso de máscaras faciais nos espaços públicos durante a pandemia vem demonstrando a eficiência das barreiras físicas na redução dos casos de crises de asma e alergias. “O nariz tem a função de filtrar, aquecer e hidratar o ar que vai para os nossos pulmões. Mas quando os agentes alérgenos entram pelas vias aéreas, eles provocam uma reação inflamatória, irritando a mucosa do nariz e prejudicando todo esse processo”, explica a pneumologista.

Existem alguns produtos que também funcionam como uma barreira mecânica, como o Filtrair® Prevent, que faz parte da linha respiratória da farmacêutica Zambon, Ele cria uma barreira protetora nasal contra alérgenos e antígenos presentes no ar, sendo eficaz contra os sintomas da rinite alérgica. Com tecnologia exclusiva e patenteada, o produto tem formulação em spray e libera finas partículas de celulose inerte micronizada (hidroxipropilmetilcelulose - HPMC) e hortelã.

Quando aplicada no nariz, a substância entra em contato com a umidade da parede nasal criando uma barreira protetora contra os efeitos clássicos da rinite (coriza, espirros, prurido e obstrução nasal), ocasionados por alérgenos como ácaros, poeira, fungos e pelos de animais. Filtrair® Prevent pode ser utilizado por adultos e crianças (acima de 18 meses), inclusive gestantes e lactantes.

Aprovado pela Anvisa e com preço de R$ 46,90 a unidade, Filtrair® Prevent já está disponível nas principais redes de farmácias do país.

Sobre a Zambon
A Zambon é uma empresa italiana que atua na indústria farmacêutica e química fina desde 1906. É conhecida por sua linha respiratória com produtos de ação mucolítica e antioxidante. A empresa é globalmente dirigida pelo CEO Roberto Tascione e por Elena Zambon, filha do original fundador da empresa.



PARCEIROS REGIONAL:
Agencias Publicitarias
Clever Adversing Grup.
  bet365
  Bet9Ja
  BETANO
  BoyleSports
  Caliente
  FAVBET
  Hollywood bets
  Pari Match
  Planet win
 Pokerstars
 SOLVERDE.pt
 Stoiximan
 WINBET
 
PARCEIROS CLUBE EXPRESS:
Maringá
-Veículos:
  Golden Car  Locadora
- Animais:
  Animal Center Maringá
- Alimentos e Bebidas
  Fatima Rico Tortas
- Lojas:
  Ricardo Eletro
- Clínicas:
  Clínica da Alma
- Vida Saudável
  Armazém Vida Saudável
Marialva:
- Papelarias:
 Papelaria Planalto
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp