MENU

07/07/2021 às 15h36min - Atualizada em 07/07/2021 às 15h36min

Com projeto da sociedade civil, Estado pode instalar trincheira na PR-444, em Mandaguari.

Em encontro no Palácio Iguaçu, foi discutida a possível implantação de uma trincheira e dois viadutos, buscando melhorar os acessos da PR-444, que corta a cidade de Mandaguari no noroeste do estado.

Wyllian Soppa
Da AEN.
Arquivo AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior recebeu nesta terça-feira, no Palácio Iguaçu, a prefeita de Mandaguari, Ivonéia Furtado, e representantes da sociedade civil do município. No encontro foi discutida a possível implantação de uma trincheira e dois viadutos, buscando melhorar os acessos da PR-444, que corta a cidade do Noroeste do Paraná.
A proposta é que o projeto executivo seja elaborado e financiado pela sociedade civil, para que o Governo do Estado possa executar a obra. A implantação das obras de arte especiais foi debatida anteriormente com a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística e com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná. Depois disso, empresários do município, capitaneados pela Associação Comercial e Empresarial de Mandaguari, comprometeram-se a financiar o projeto executivo, que deve custar 450 mil reais e vai detalhar as especificidades da obra, incluindo a previsão de valor e do prazo de execução. Com o projeto em mãos, conforme explicou o governador, é possível incluir a construção dos acessos no orçamento do Estado, com a possibilidade de executar as três obras de uma vez ou de forma escalonada, conforme a prioridade.



Ratinho Junior afirmou que esse é um projeto que beneficia não só Mandaguari, mas toda a região. Já a prefeita destacou que as travessias são essenciais para ligar os dois lados do município, ampliar a expansão industrial na cidade e trazer mais segurança para quem trafega ou precisa atravessar a rodovia. A prefeita Ivonéia também lembrou que o município é praticamente dividido pela rodovia, o que faz a viabilização desses acessos uma necessidade cada vez maior.
 O secretário estadual da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, explicou que há um prazo de 90 dias para elaboração do projeto executivo, para então o governo poder atender o pedido do município.

 As obras devem resolver alguns gargalos da PR-444, que liga os municípios de Marialva e Arapongas e corta praticamente a cidade inteira de Mandaguari. O principal ponto crítico do trecho é o cruzamento que dá acesso à Estrada Alegre, uma das mais movimentadas do município. Reivindicação antiga da população, a construção de uma trincheira nesse acesso chegou a ser incluída no pacote de obras da concessionária que administra a rodovia, mas acabou retirada pela empresa. O presidente da Aceman, Aguinaldo Campigotto, explicou que há inclusive indústria já construída que não consegue operar por falta dos acessos, o que impede a entrada de caminhões na unidade.
 
O segundo acesso está localizado na passagem da Estrada Vitorinha do Meio, onde por causa da grande expansão industrial, se faz necessária a construção de uma rotatória e avenida marginal. O terceiro ponto que necessita de intervenção é a sequência da Estrada Spoladore, o principal acesso ao polo cafeeiro do município.

PARCEIROS REGIONAL
Agencias Publicitarias
Clever Adversing Grup.
  bet365
  Bet9Ja
  BETANO
  BoyleSports
  Caliente
  FAVBET
  Hollywood bets
  Pari Match
  Planet win
 Pokerstars
 SOLVERDE.pt
 Stoiximan
 WINBET
 
PARCEIROS CLUBE EXPRESS
Maringá
-Veículos:
  Golden Car  Locadora
- Animais:
  Animal Center Maringá
- Alimentos e Bebidas
  Fatima Rico Tortas
- Lojas:
  Ricardo Eletro
- Clínicas:
  Clínica da Alma
- Vida Saudável
  Armazém Vida Saudável
Marialva:
- Papelarias:
 Papelaria Planalto
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Fale conosco pelo Whatsapp.