MENU

11/06/2019 às 14h10min - Atualizada em 11/06/2019 às 14h10min

Projetos legais do Eixo Monumental de Maringá passam por avaliação das concessionárias.

Da Dir. Com. Maringá
archdail.,com.br


Depois de ter o estudo preliminar e o anteprojeto da empresa paulista Natureza Urbana, vencedora do concurso nacional, aprovados pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá (IPPLAM) e pela Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplan), agora são os projetos legais para Requalificação do Espaço Público do Eixo Monumental que serão avaliados pelas concessionárias e órgãos de regulação do sistema de prestação de serviços e atendimento ao público.
            Com 1,8 km de extensão e área de 169 mil m², o Eixo Monumental de Maringá é constituído pelo importante espaço central da cidade compreendido entre a Praça da Catedral e o complexo esportivo da Vila Olímpica.
            De acordo com o IPPLAM, entre os projetos legais que deverão ser encaminhados para validação até o final deste mês estão o das obras estruturais previstas para distribuição elétrica e de rebaixamento da iluminação pública - a ser aprovado pela Copel - e os do sistema hidráulico, de drenagem de águas pluviais e de implantação de rede de esgoto sanitário, que serão analisados pela Sanepar.
            Nos próximos dias também serão protocolados junto aos órgãos competentes os projetos legais para o sistema de telefonia e informática, de pavimentação das vias, desenhos de piso, arborização adequada e configuração do mobiliário urbano.
           
            Licitação por trechos
            Por decisão dos técnicos da administração municipal e de órgãos e entidades setoriais da comunidade, o projeto executivo do Eixo Monumental será dividido em fases ou glebas, possibilitando que a obra urbanística seja licitada e executada em etapas.
As compatibilizações na área deverão priorizar a gestão do tráfego, revitalização econômica do espaço, melhoria das condições ambientais e benefícios sociais, favorecendo sua utilização para os pedestres, como um local de encontros e celebrações.
            Por consenso entre os órgãos públicos e entidades setoriais envolvidas, as obras e procedimentos previstos para requalificação do Eixo Monumental de Maringá deverão começar pela Praça Raposo Tavares e na área próxima à Travessa Jorge Amado, que ficam no entorno do Terminal Intermodal em construção na região do Novo Centro da cidade.
            Em seguida serão requalificadas as áreas da Praça da Catedral e do Centro de Convivência Renato Celidônio, a Avenida Getúlio Vargas e o trecho final na Vila Olímpica.
            O conjunto total de obras para requalificação do Eixo Monumental está orçado em R$ 50 milhões e deve ser iniciado logo após a conclusão do Terminal Intermodal, que tem previsão de término para o final de setembro deste ano
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Fale conosco pelo Whatsapp.