MENU

11/03/2021 às 22h02min - Atualizada em 17/03/2021 às 00h00min

Mulheres Inspiradoras - Daiane

Conheça a história desta menina, mulher, mãe e mutável!

SALA DA NOTÍCIA Carlos Augusto Rodrigues arruda
Esta mulher com cara de menina, tem uma história incrível!

Com 35 anos, de São Paulo, ficou até os 6 anos morando com pais e irmãos em Minas, pois não conhecia a sua mãe, que conheceu tempos depois, por meio de suas irmãs, quando seu pai ficou doente.

E desde cedo, assédios e abusos fizeram parte de sua vida. Morou de favor em um quartinho, sem banheiro (isso mesmo, ela fazia no balde e depois jogava fora), com goteiras e ainda tinha o filho da dona da casa que era usuário de drogas, sempre alterado. E não foi apenas uma vez que foi dormir de barriga roncando...

Mas a Dai também não foi nada fácil, rs. Sempre rodeada de altos e baixos, em sua adolescência perdeu amigos, conheceu drogas, dormiu em locais impróprios, deixou a mãe e deixou a mãe de cabelo em pé. Mas ao completar 18 anos, tomou uma decisão: queria parar com tudo isso.

E então começou a traçar o seu sucesso: começou a trabalhar, a fazer bicos de babá, panfletagem e o pouco que ganhava, já passava no mercado para fazer compras. Perdeu sua sobrinha, sofreu mais abusos e tempos depois conheci meu companheiro, com uma bagagem também bem árdua.

Quais mulheres te inspiram?
Tenho mulheres e três delas já partiram para o outro plano: D. Graça, D. Maria e Ângela. Comigo, somente minha mamãe, que não me conta a sua história, onde sei muito pouco, mas não foi uma das mais fáceis: nordestina em São Paulo veio para trabalhar como doméstica, semi analfabeta...

Como é ser mulher?
Ser mulher - e mãe – (do lindo Jorge, de 2 anos), na atual conjuntura é desafiador e ao mesmo tempo prazeroso. Ao contrário de anos atrás, as mulheres estão alcançando seu lugar de fala, tendo autonomia, sendo mais vistas em seus questionamentos, mas claro h[a muito o que ser melhorado, pois ainda vemos muitas mulheres coagidas, sofrendo violências de diversas formas, sendo mortas...

Qual foi sua maior conquista?
É todo dia, mais uma em especial e minha faculdade. Ainda não estou exercendo a profissão, mas sei que estou no caminho certo. Antes eu me comparava a outras pessoas, mas hoje estou mais madura e compreendo e respeito melhor a bagagem histórica que cada um tem. 
Além de minha faculdade minha maior realização se chama Jorge meu Ogum, eita, esse sim me refaz todos os dias, digo que ele é a oração mais sincera que fiz a Deus e eu nunca me esquecerei do dia em que pedia este presente.

E olha que fala bonita: “ venho me refazendo todos os dias, lutas árduas com minha ansiedade, que está bem a flor da pele, tira o sono, o ânimo e deixa com dores pelo corpo, me dá medo, me rouba o presente e me transfere para passado ou futuro... Mas eu tô aqui, seguindo e não admitirei de mim menos que isso, pois eu sei a força que tenho, amadureci muito em determinados ponto de vista e mudei muito também em outros. Mas sigo cheia de sonhos e determinada a realizá-los, me desprendi da ideia de idade. Hoje, só busco viver!"

É isso aí, menina, mulher e mãe e mutável!
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Fale conosco pelo Whatsapp.