MENU

04/02/2021 às 09h14min - Atualizada em 04/02/2021 às 11h20min

Adoçante natural: veja qual o melhor para você

SALA DA NOTÍCIA Henrique

Adoçantes naturais como eritritol, stévia, taumatina e xilitol são obtidos a partir de plantas. Portanto, também são veganos e naturais. São indicados para qualquer um que busque diminuir o açúcar. Seja para usar em dietas low carb (pouco carboidrato), seja para o uso por diabéticos. 

Foram obtidos por meio de pesquisas como alternativa ao açúcar. Portanto, que tivessem capacidade de adoçar mas sem os malefícios que este “não nutriente” causa, tão difundidos. O mais conhecido adoçante natural é a stevia. Foi um dos primeiros a aparecer no mercado brasileiro. Chegou a ser rejeitado, pois logo que surgiu apresentava um retrogosto amargo.

No entanto, a ciência evoluiu nos últimos anos não apenas ao encontrar um sabor mais palatável da própria stevia. Também foram descobertos novos tipos, a partir de outras plantas e outras formas de obtenção. Confira a seguir qual o melhor adoçante natural para você usar.

Tipos de adoçantes naturais

Adoçantes naturais são substâncias extraídas de vegetais que têm o poder de provocar a sensação de dulçor. Portanto, adoçantes naturais são veganos também. No entanto, ser natural não significa necessariamente não causar os malefícios do açúcar. 

A frutose, por exemplo, é extraída de frutas para ser adicionada no próprio açúcar refinado ou com a mesma função em produtos alimentícios ultraprocessados, acrescidos ao amido de milho. É importante ficar claro que isso não se aplica ao consumo de frutas, alimentos reais e benéficos principalmente por causa das fibras, vitaminas e compostos ativos diversos. Uma pessoa teria que consumir quantidades enormes de frutas para ter problemas de saúde causados pela frutose. 

Veja na sequência os melhores adoçantes naturais. 

Eritritol

É naturalmente obtido quando um tipo de levedura fermenta a glicose da fibra de uma árvore (Birch - Bétula, que também é utilizada na obtenção do xilitol, outro adoçante natural). O resultado é uma espécie de farelo em que a aparência lembra o açúcar. 

Tem o gosto quase igual, mas sem as calorias e os efeitos indesejáveis. O eritritol tem apenas 6% das calorias do açúcar, mas contém 70% da doçura.

Diferente do xilitol, novos estudos têm demonstrado que o eritritol de nova geração não causa fermentação intestinal. Por isto pode ser tolerado por uma parcela substancialmente maior da população.

Stevia

Adoçante natural, a stevia é uma das mais conhecidas justamente por ter sido uma das primeiras no mercado. No entanto, ainda tem fama negativa. A primeira geração de extrato de stevia que chegou ao Brasil oferecia um retrogosto tão ruim que criou uma péssima reputação para esta planta.

Porém, a tecnologia avançou desde então e possibilitou que a stevia não tivesse mais o inconveniente ao paladar. A ciência encontrou a Rebaudiose A. É a parte nobre da stevia, que compõe apenas 10% da folha. Além do sabor mais próximo do açúcar, apresenta poder adoçante 300 vezes maior.

A stevia é um adoçante natural que também não causa os danos associados ao excesso de glicose na dieta. Um estudo com este tipo de adoçante verificou que contribuiu para reduzir significativamente os níveis de insulina e glicose no sangue. Sendo assim, é um adoçante que diabético pode usar. 

Ainda, a mesma pesquisa identificou que os participantes tiveram a sensação de saciedade de dulçor.

Taumatina

É uma associação de proteínas que apresenta o sensorial muito adocicado. Este princípio é extraído de um fruto de árvore originária da região oeste da África chamada Thaumatococcus daniellii. A taumatina é a substância mais doce jamais descoberta pelo homem.

Este adoçante vegano natural adoça cerca de 3.000 vezes mais que o açúcar comum. Porém, não tem as calorias e os riscos para o corpo. Por isso, deve ser utilizado em uma quantidade muito pequena. Como uma especiaria em uma comida. Só para ilustrar o seu poder.

A taumatina é absorvida pelo organismo como uma proteína. Com índice glicêmico zero, a é um adoçante para usar na dieta low carb e também recomendado para que um diabético possa voltar a sentir o sabor doce.

Xilitol

O xilitol é encontrado em pequenas quantidades em muitas frutas e vegetais. Tem uma doçura semelhante ao açúcar normal, mas contém 40% menos calorias.

Embora seja obtido do processamento de árvores como a bétula ou de uma fibra vegetal chamada xilana, a versão encontrada comercialmente lembra a do açúcar cristalizado pela aparência. Para uso, uma colher de chá xilitol adoça na mesma proporção de uma colher de chá de açúcar comum (sacarose). 

Este adoçante natural tem baixo índice glicêmico, o que basicamente não aumenta o nível de açúcar no sangue ou a produção de insulina pelo corpo. Por isso, é um adoçante que diabético pode usar, assim como pessoas que estão em combate à obesidade ou outros problemas metabólicos.

Para low carb ou diabéticos: qual adoçante usar

Eritritol, xilitol, taumatina e stevia estão entre os melhores adoçantes naturais. 

Desta lista com opções de adoçante natural, a stevia e xilitol são os mais encontrados na forma pura, podendo ser usados de maneira semelhante ao açúcar. 

O xilitol, especificamente, deve ser usado na mesma proporção que o açúcar de mesa: uma colher de chá tem o mesmo poder de dulçor. 

Já a stevia, em sua forma mais pura, é encontrada em gotas. Na opção oferecida pela Puravida, por exemplo, tanto a versão natural quanto a com extrato de baunilha, sete gotas são equivalentes a uma colher de chá de açúcar.

Há também produtos que combinam diferentes adoçantes naturais. Lançado pela própria Puravida, o Zero combina a parte nobre da stevia, eritritol e taumatina para propor um dulçor muito semelhante ao açúcar. Sacia o prazer pelo doce, sem afetar a glicemia do sangue de forma significativa.

Esse post, escrito para o blog Gazeta da Semana, é mais uma iniciativa da Puravida em seu propósito de apresentar os benefícios da prática de um estilo de vida mais orgânico e saudável.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp