MENU

01/02/2021 às 10h18min - Atualizada em 01/02/2021 às 13h10min

8 tabus no tratamento de varizes

SALA DA NOTÍCIA LUCAS WIDMAR PELISARI
 

O tratamento de varizes apresenta muitos tabus, os quais podem prejudicar sua saúde, se você não estiver atento.

Para que isso não aconteça, elaboramos uma lista com os 8 principais tabus do tratamento de varizes.

Não deixe de conferir!

1. As varizes voltam

A resposta mais curta para essa questão é não. No entanto, devemos considerar que o tratamento tenha sido realizado de forma adequada. Ou seja, que todos os protocolos clínicos foram respeitados, assim como a boa aplicação da técnica.

Porém, embora a mesma varis não retorne, outras veias podem, naturalmente, ser acometidas pelo problema, o que requer novo tratamento. Ou seja, a veia que foi tratada já não está em seu corpo, mas isso não impede que novas veias virem varizes.

2. Minha colega fez a cirurgia, mas não gostou do resultado, então não vou fazer

Este é um argumento bastante comum quando o assunto é tratamento de varizes: se tal pessoa não gostou, eu também não vou gostar. Porém, isso é um erro grave, pois, em suma, cada pessoa tem seus objetivos, necessidades e, obviamente, um organismo diferente.

Em alguns casos, tratar as varizes laser é a melhor opção; já em outros, a cirurgia convencional deve ser aplicada. Então, não faz sentido levar em conta o resultado de outra pessoa na hora de decidir se vai ou não realizar o tratamento. 

O mais indicado é conversar com um especialista e apurar as estatísticas de pacientes parecidos com você.

3. Cirurgia de varizes requer muito tempo de recuperação

Essa afirmação não é verdadeira. Aliás, a cirurgia de varizes possui um tempo de recuperação minúsculo, quando comparada às demais modalidades cirúrgicas.

Só para exemplificar, um paciente que passou pelo procedimento às 9 da manhã já estará em casa às 1 da tarde. É claro que será necessário o uso de meias elásticas e demais cuidados relacionados ao procedimento.

Além disso, ele já estará capaz de realizar as atividades normalmente cerca de uma semana após a cirurgia. Tudo isso graças aos avanços da medicina moderna.

4. Manchas que não somem

As manchas podem ser causadas pela veia doente por trás da pele ou pela ocorrência de pigmentação do local.

Dessa forma, quando a veia for removida, a mancha, se for causada por ela, vai desaparecer. No entanto, ela permanecerá caso haja uma pigmentação no local, embora um pouco menos chamativa devido à remoção do vaso.

Então, se for um problema de pigmentação, é necessário realizar um tratamento dermatológico após a remoção da veia doente.

5. A cirurgia vai causar manchas

A cirurgia pode sim causar manchas na pele, mas isso não é o habitual. Aliás, as técnicas modernas foram desenvolvidas para remover as varizes com a menor quantidade de efeitos colaterais possível.

Além disso, a mancha causada pela remoção, via de regra, é temporária. A razão disso é que o ferro do sangue pode entrar em contato com o tecido gorduroso e, por ser de difícil absorção, causar uma mancha que vai levar algum tempo para desaparecer.

Por fim, vale lembrar que também há tratamento para essas manchas, mas o foco principal é evitá-las durante a cirurgia.

6. O laser é sempre melhor que outras técnicas

Embora o laser seja sim uma excelente técnica para tratar o problema, ele não é sempre a melhor opção. O motivo disso é que, como foi dito anteriormente, cada caso deve ser levado em consideração, com todas as suas necessidades e particularidades.

Quando estamos lidando com veias muito pequenas, por exemplo, o laser não é a melhor técnica. Neste caso, técnicas menos invasivas, como pequenos furinhos na pele, apresentam resultados extraordinários. 

Às vezes, o laser intravenoso não pode ser aplicado por causa do diâmetro do aparelho, e a aplicação cutânea requer muitas sessões.

7. Vasinhos que não melhoram 

Uma das maiores queixas nos consultórios são os famosos vasinhos que não melhoram ao decorrer de tratamentos via outros meios, o que tira o desejo de tratar o problema por meio de cirurgia. 

Quando o caso é averiguado de perto, nota-se que o tratamento não está sendo realizado por um médico. Ou seja, não é o recomendado de forma alguma.

Assim, a maioria acaba por tratar dos sintomas, mas não a doença em si, a qual é a causa do problema estético. Portanto, procure um especialista para fazer uma avaliação adequada do seu caso, e jamais subestime os vasinhos em seu corpo.

8. Fiz um exame de ultrassom e não mostrou nada

Esse é considerado o pior tabu de todos. A razão disso se encontra no próprio exame de ultrassom, o qual sofre muita variação de qualidade de acordo com o manuseio do equipamento.

Além disso, como existem muitas estruturas que devem ser observadas pelo exame, é comum que leve em torno de 20 minutos de mapeamento. Portanto, exames com 3 minutos ou 5 minutos muitas vezes não apresentam resultados significativos.

Gostou dessas informações? Aproveite para compartilhar com seus amigos!


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp