MENU

20/01/2021 às 17h24min - Atualizada em 20/01/2021 às 22h00min

"Olímpiada do Saneamento" é encerrada com desafios cumpridos e objetivos alcançados

Projeto online e gratuito para crianças e adolescentes de Embu das Artes teve ampla participações e pode ocorrer com novas ações e parcerias em 2021

SALA DA NOTÍCIA Vervi Assessoria

Em 2020, a “Olímpiada do Saneamento”, desenvolvida pela Sociedade Ecológica Amigos de Embu (SEAE) teve que enfrentar grandes obstáculos por conta da chegada da Covid-19, contudo, os idealizadores, professores e comunidade conseguiram se reinventar e continuar a aplicação da ação por meio da internet. Um desafio que parecia ser gigante, na realidade, otimizou as atividades e proporcionou resultados positivos, inclusive uma maior inclusão, que rendeu 50 participantes diretos e três mil indiretos, que acessaram via redes sociais.

Como o projeto foi aplicado com o objetivo de promover conscientização e incentivo ao saneamento básico aplicado de forma correta, ao final de todas as atividades, prêmios foram concedidos aos envolvidos na iniciativa. Portanto, cinco escolas estaduais tiveram seus alunos premiados, que são: Sabrina Silva Soares, vencedora da melhor ilustração de um ambiente melhor no futuro, e Laryssa Silva Santos, pela fotografia mais aclamada por que fez registro de mananciais, a fim de simbolizar a água como fonte da vida. Ambas alunas são da E. E. Madre Odette de Souza Carvalho.

Ainda foram ressaltados os vencedores dos vídeos com maior qualidade, sobre temas pertinentes, como “O que seria de nós sem água”, “Poupar água é necessário”, “O que é saneamento básico” e “Nascente Rio Embu Mirim (Paratodos)”. As escolas estaduais gratificadas, consecutivamente, foram: Dona Maria Nélida Sampaio de Mello, Madre Odette de Souza Carvalho, Dr. Eduardo Vaz e Tadakiyo Sakai.

No encerramento do projeto, o qual foi virtual, os orientadores das ações aplicaram um quiz, também com intuito de premiar o aluno que mais acertasse. Como houve empate, os ganhadores foram Letícia Cristina e Miguel Costa Ribeiro, aluna da instituição Dona Maria Nélida Sampaio de Mello, e Micael Silva Souza que estuda no colégio Dr. Eduardo Vaz.

A ocasião contou com 15 palestras sobre água, saneamento, energia e vida, com participação da SABESP e sua analista de gestão em comunicação e educação ambiental - Luzia Helena Almeida. Estiveram também presentes a comunidade de Taboão da Serra, São Paulo, Itaboraí, Mairinque, Itapecerica da Serra e Embu das Artes. Ressalta-se que os conteúdos foram disponibilizados para todas as escolas via online, após o evento.

“Por ser um encontro virtual, conseguimos reunir 51 pessoas, de diferentes locais do Brasil, como São Paulo, São Roque, Manaus, Aracaju, Belo Horizonte, Belém, Rio de Janeiro, Recife e Goiás. Além disso, ressalto que 92% do público participante foi composto por mulheres”, informa Inara Siqueira, educadora ambiental e bióloga.

A fim de apresentar assuntos relevantes sobre o assunto, foram abordados os seguintes assuntos:

  • Água e a Bacia Hidrográfica, apresentada por Wagner Ramalho do Trata Brasil.
  • Resíduos Sólidos e Agroecologia, descrita por Jorge A. O. Pinto que é engenheiro Agrícola que atua na área de planejamento agrícola e elaboração de Planos de Controle Ambiental.
  • Uso Consciente e Reuso da Água, conduzida por Cesar Pegoraro, um biólogo, educador socioambiental, permacultor e ativista.
  • Preservação e Mata Atlântica, por Renato Gonda: Formado em letras, que atua no campo da educação, políticas públicas e meio ambiente
  • Culta, arte e meio ambiente, trabalhada por Rodolfo Almeida, presidente da SEAE, mediador e palestrante de “Saneamento Ecológico”, unido à Inara Siqueira - Educadora Ambiental/Bióloga e organizadora do projeto.

Para que a “Olímpiada do Saneamento” continuasse durante a pandemia, a Sociedade Ecológica Amigos de Embu recebeu apoio e parcerias de entidades importantes que foram: Fundo CASA Socioambiental, Diretoria de Ensino de Taboão da Serra (Núcleo Pedagógico – Governo do Estado de São Paulo), SABESP, SOS Mata Atlântica e Apiário Embu – Cidade das Abelhas.

Ao todo, foram 10 escolas participantes, as quais recebiam visitas antes da pandemia. Contudo, a partir das recomendações do Ministério da Saúde e OMS, os atendimentos passaram a ser virtuais, o que resultou numa queda de participação, chegando à metade. Por isso, cinco instituições foram atendidas e premiadas.

“A finalização do projeto foi um desafio com objetivos alcançados e participação positiva, principalmente da comunidade escolar durante o enfrentamento da pandemia. Iniciamos 2021 com resultados empolgantes e almejamos novas ações e parcerias para este ano”, esclarece Rodolfo Almeida, presidente da SEAE.

Derivada da “Olímpiada do Saneamento”, a “Cartilha Jardim Filtrante” está disponível gratuitamente por meio do site www.seaembu.org/saneamento-ecológico.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp