MENU

14/12/2020 às 14h40min - Atualizada em 14/12/2020 às 14h40min

Ricardo Maurício vence em Interlagos e é campeão da Stock Car.

O resultado valeu ao piloto da equipe de Rosinei Campos, o Meinha, o terceiro título na mais importante categoria do automobilismo brasileiro.

Leonardo Marson
Do F1mania.net.com.br.
Duda Bairros
Ricardo Maurício é o novo campeão da Stock Car. O piloto da Eurofarma RC venceu de ponta a ponta a última etapa da temporada 2020, disputada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).
O dono do Chevrolet Cruze número 90 esteve na ponta por praticamente toda a corrida, exceção feita ao momento das paradas obrigatórias nos boxes. O único momento em que Ricardinho teve liderança ameaçada foi em um ataque de Gaetano di Mauro, quando os dois se tocaram no final da reta dos boxes. O piloto da KTF escapou da pista e Maurício manteve a ponta.
A segunda posição na corrida em Interlagos ficou com Cesar Ramos, piloto da Ipiranga Racing, enquanto Ricardo Zonta, da RCM Motorsport, fechou a prova em terceiro. Nelson Piquet Jr. completou a prova com a quarta colocação da corrida, enquanto Daniel Serra, companheiro de Maurício na Eurofarma RC, fechou a lista dos cinco primeiros.
Galid Osman, da Shell V-Power, completou a corrida na sexta colocação ao final dos 40 minutos de prova, sendo seguido por Bruno Baptista, da RCM. O top-10 contou ainda com Allam Khodair, da Blau, Gaetano di Mauro e Guilherme Salas, ambos da KTF. Thiago Camilo, que entrou na decisão como líder do campeonato, abandonou a disputa na metade da corrida, deixando prematuramente a briga pelo título.
Confira como foi a corrida
A corrida em Interlagos começou com Ricardo Maurício mantendo a primeira posição após a largada, sendo seguido por Gaetano di Mauro. Cesar Ramos apareceu em terceiro, sendo seguido por Ricardo Zonta e Nelsinho PiquetCacá Bueno rodou ainda nos metros iniciais, enquanto Thiago Camilo seguiu na 17ª posição.

Zonta partiu para o ataque sobre Ramos, mas viu o piloto da Ipiraga Racing o espremer na grama na reta oposta. Quem se aproveitou foi Piquet, que avançou para o quarto lugar. O incidente entre o gaúcho e o paranaense passou a ser investigado pela direção de prova. No S do Senna, Marcos Gomes rodou na frente do pelotão após um toque de Rubens Barrichello, perdendo posições.
Daniel Serra passou por Zonta na quarta volta, entrando pela primeira vez na corrida no grupo dos cinco primeiros. Ramos partiu para o ataque sobre Di Mauro, mas viu o piloto da KTF manter a segunda posição. Mais atrás, Thiago Camilo avançou para a 14ª colocação após quatro voltas de corrida em Interlagos.

Di Mauro foi para o ataque sobre Maurício, e chegou a fazer a ultrapassagem, mas escapou da pista após um toque entre os dois, voltando ao segundo lugar. Barrichello foi punido pela direção de prova com um drive through após toque com Gomes. Sem conseguir tomar a liderança, o piloto da KTF passou a ser pressionado por Ramos.
Piquet abriu ataque sobre Zonta em disputa valendo a quarta posição na oitava volta. No complemento do giro, Ramos passou por Di Mauro para tomar a segunda posição. Mais atrás, Felipe Lapenna passou por Galid Osman, tomando a nona posição. Na frente, Maurício abriu a décima volta com uma vantagem de 2,5 em relação a Ramos.

 Thiago Camilo abandonou a disputa na décima volta, deixando também a disputa pelo título. Zonta passou a atacar Di Mauro pelo terceiro lugar, enquanto Piquet era pressionado por Serra. Outro que abandonou a disputa foi Lapenna. A janela de paradas nos boxes foi aberta na volta dez, com Maurício, Ramos e Di Mauro fazendo suas paradas.
Na metade da corrida, Lucas Foresti perdeu o controle do carro e bateu com força no fim da reta oposta. Nelsinho Piquet foi aos boxes na volta 13. Zonta, Serra e Guilherme Salas foram aos boxes na volta 14. Já Bruno Baptista fez seu pit stop no 15º giro. A janela de paradas nos boxes foi encerrada com a entrada de Átila Abreu, na passagem número 16.

Ricardo Maurício voltou à liderança da corrida após a janela de paradas, sendo seguido por Ramos, Zonta, Piquet e Serra. A prova entrou nos dez minutos finais com o primeiro colocado com uma frente de 1s821 para o adversário da Ipiranga Racing. Matías Rossi abandonou a corrida na volta 19, com problemas em seu Toyota Corolla.
Maurício seguiu com uma vantagem confortável sobre Ramos, 2,3 segundos na volta 20. Já Marcos Gomes abandonou a disputa no mesmo giro. A prova seguiu para o final e Ricardo Maurício terminou com a vitória, sendo seguido por Ramos e Zonta.
 
PARCEIROS CLUBE EXPRESS
Maringá
-Veículos:
   Golden Car  Locadora
- Animais:
   Animal Center Maringá
- Alimentos e Bebidas
  Fatima Rico Tortas
- Lojas:
  Ricardo Eletro
- Clínicas:
  Clínica da Alma
- Vida Saudável
  Armazém Vida Saudável
Marialva:
- Papelarias:
  Papelaria Planalto
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp