MENU

07/12/2020 às 14h12min - Atualizada em 07/12/2020 às 14h12min

GP de Sakhir: Perez aproveita erros da Mercedes e vence sua primeira na F1.

A surpreendente semana da Fórmula 1, que viu Pietro Fittipaldi fazendo sua estreia na Fórmula 1 no lugar de Romain Grosjean e Lewis Hamilton com Covid-19 e deixando sua vaga para George Russell.

Gabriel Gavinelli
Do F1mania.net.com.br.
XPB Images
Sergio Perez venceu o Grande Prêmio de Sakhir de Fórmula 1, penúltima etapa da temporada 2020, realizado neste domingo no Circuito Internacional do Bahrein. Diferente da semana passada, no GP do Bahrein, o traçado utilizado para a corrida foi o chamado ‘Outer Loop’, apelidado de Oval pelos fãs da F1.
A surpreendente semana da Fórmula 1, que viu Pietro Fittipaldi fazendo sua estreia na Fórmula 1 no lugar de Romain Grosjean e Lewis Hamilton com Covid-19 e deixando sua vaga para George Russell, foi marcada pelos erros da equipe alemã e a primeira vitória na carreira de Perez – o 10º pódio do mexicano da F1, e a primeira do México desde 1970.
Foi um dia especial também para Esteban Ocon. O piloto da Renault conseguiu seu primeiro pódio na Fórmula 1 na segunda posição. Foi um final de semana que começou muito bom para o francês e terminou com um pódio importante para o jovem que terá Fernando Alonso como companheiro de equipe no ano que vem.
Lance Stroll completou o final de semana inesquecível para a Racing Point. O canadense terminou na terceira posição em seu terceiro pódio da carreira. Na próxima temporada, Stroll será acompanhado por Sebastian Vettel na equipe que assumirá a Aston Martin.
Carlos Sainz largou em oitavo e terminou na quarta posição, seguido por Daniel RicciardoAlexander Albon fez uma boa corrida e contou com uma boa estratégia da Red Bull para terminar na sexta posição, à frente do AlphaTauri de Daniil Kvyat.
Russell também teve um dia que não vais mais esquecer, mas pelos erros da Mercedes e a falta de sorte nos estágios finais da corrida. O britânico liderou os treinos de sexta-feira e largou na primeira fila, ao lado de Valtteri Bottas. Depois de uma largada impecável, Russell assumiu a liderança e parecia pronto para vencer com mais de metade da corrida.
Mas a Mercedes errou em uma troca de pneus de Russell, que agora corre o risco de ser desclassificado de uma corrida que lhe garantiu os primeiros pontos na Fórmula 1 – uma nona posição e a volta rápida da corrida. A equipe nem sequer precisava chamar seus pilotos para a troca de pneus, enquanto confortavelmente caminhava para mais uma dobradinha.
Bottas teve – novamente – um dos seus piores finais de semana como piloto da Mercedes. Depois de uma largada ruim, o finlandês perdeu posições nos estágios finais da corrida e foi apenas o oitavo colocado.
Não foi um bom dia para Max Verstappen e Charles Leclerc. O piloto da Ferrari causou o primeiro Safety Car Virtual da corrida ainda na primeira volta depois de um incidente com Sergio Perez. Verstappen não conseguiu desviar, acertou as proteções e abandonou a corrida. Foi o fim da corrida também para Leclerc.
 
Confusão na largada: Bottas larga mal; Leclerc se precipita, acerta Perez e Verstappen fica pelo caminho
 
A largada refletiu a semana emocionante do Grande Prêmio de Sakhir. George Russell largou muito bem e pulou na ponta, mas foi o oposto com seu companheiro de equipe Valtteri Bottas.
Bottas não tracionou e quase perdeu a segunda posição para Max VerstappenSergio Perez, que largou na quinta posição, colocou por fora na tentativa de tomar a P2. Na freada, Bottas, Verstappen e Perez estavam lado a lado. Charles Leclerc atrasou a freada e foi confiante demais para passar os três, travou as rodas e acertou Perez. Verstappen tentou desviar do incidente e acabou nas proteções. Perez conseguiu ir aos boxes e voltar na P12, mas era o fim da corrida de Verstappen e Leclerc.
A relargada veio na volta 8. Carlos Sainz ultrapassou Bottas, mas tomou o troco uma volta depois.
Norris, que largou em 19º depois de uma penalidade pela troca de componentes do motor, ocupava a nona posição na volta 13. Sainz também foi um dos que mais lucrou na largada. Partindo da oitava posição, o piloto da McLaren era o terceiro colocado à frente do Renault de Daniel Ricciardo.
Pietro Fittipaldi largou em último na sua estreia em Grande Prêmio de Fórmula 1. O brasileiro se manteve longe de um incidente com a Alfa Romeo na primeira volta, mas perdeu posições na relargada. Na volta 16, Fittipaldi ocupava a 18ª posição pouco mais de meio segundo atrás de Kimi Raikkonen.
Lá na frente, Russell tinha 2,4s de vantagem para Bottas e fazia a melhor volta da corrida. Bottas respondeu com um 57,978s e diminui a diferença para 2,1s.
Sainz em terceiro não conseguia andar no mesmo ritmo dos Mercedes, quase nova segundos atrás de Russell na volta 19. Ricciardo em quarto não se mantinha na zona de DRS, quase dois segundos atrás do piloto da McLaren.
Uma disputa intensa era travada pela última posição dentro dos pontos. Alexander Albon era o 10º depois de uma qualificação ruim no sábado que o viu largar em 12º. Perez ultrapassou Vettel e pressionava o tailandês, antes de conseguiu uma grande manobra e deixar Albon para trás.
Na volta 22, Norris fez sua parada e voltou em 18º, quatro segundos atrás de Fittipaldi.
Russell caminhava para uma vitória tranquila
Russell marcou 57,975s e era o dono da volta mais rápido depois do giro 28, enquanto a diferença para Bottas se mantinha na casa dos dois segundos e meio.
Sainz parou e trocou seus pneus macios por novos médios. Nessa altura, Perez já era o quinto colocado com médios de 29 voltas.
Stroll largou com pneus macios e ainda não tinha parado na volta 31. O canadense era o terceiro colocado, à frente de Esteban Ocon.
Vettel fez sua parada na 32 – um péssimo pit stop na casa dos 4,4s – e mandou o alemão de volta à pista com os pneus duros. Ricciardo voltou atrás de Kvyat depois de sua parada e não conseguiu ultrapassar o AlphaTauri do russo.
Com 43 das 87 voltas completadas, a Mercedes se mantinha na pista com os pneus médios, enquanto Ocon fez sua parada e voltou em 10º. A Renault reagiu ao pit stop de Stroll, entregando o francês com chances de ganhar a posição do canadense na pista. Ocon foi por fora de Stroll para conquistar a P9.
Albon também não tinha feito sua parada e era o quarto colocado, atrás de Perez.
Russel foi chamado pela Mercedes a volta 45. A equipe precisou de 2,4s para trocar os compostos médios de 50 voltas por pneus duros novos – indicando apenas uma parada para o britânico.
O piloto da Mercedes voltou 20s atrás do seu companheiro de equipe Bottas, mas reclamou de “falta de potência” pelo rádio. A equipe sugeriu uma configuração e Russel marcou a melhor volta da corrida na volta seguinte – 57,130s. Duas voltas depois, a diferença que era de 20s já tinha caído para 16s.
Na volta 49, Bottas parou. O finlandês retornou à pista mais de oito segundos atrás de Russell. Albon também fez sua parada, um trabalho incrível da Red Bull de dois segundos, mas retornou apenas na P11 com novos pneus duros.
O tailandês da Red Bull ultrapassou Vettel e Norris rapidamente e assumiu a oitava posição quando Kvyat fez um novo pit stop.
 
Safety Car Virtual junta o pelotão e Perez retorna à frente
Nicholas Latifi parou na pista na volta 55 e o Safety Car Virtual foi acionado. Muitos pilotos foram aos boxes e colocaram pneus macios para o estágio final da corrida.
Ocon, Perez e Stroll disputavam a terceira posição no sinal verde. Stroll errou a freada e perdeu a P4 para o seu companheiro de equipe Perez. O mexicano colou e não deu chances para Ocon e era o terceiro colocado no final da volta.
Lá na frente, Bottas conseguia diminuir a diferente – que chegou a oito segundos – para 5,6s na volta 59. O finlandês marcou 56,613s, a mais rápida da corrida, uma volta depois e a vantagem de Russell caia para 4,9s. Bottas seguia o ritmo impressionante com um 56,563s e a diferença continuava caindo.
Erros da Mercedes: o Safety Car que mudou a corrida
Aitken, que ocupava a vaga deixada por Russell, escapou da pista e bateu à frente de seu Williams nas proteções. O Virtual Safety Car foi acionado, antes do Safety Car entrar na pista.
Mercedes respondeu rapidamente e chamou sua dupla de pilotos aos boxes e a “lambança” começou. O pit stop de Russell foi ruim, mas o de Bottas foi muito pior. O finlandês teve que aguardar a parada de seu companheiro de equipe e perdeu muito tempo com um problema na pista pneumática, voltando à pista na quinta posição. Uma volta depois, a Mercedes percebeu que trocou os pneus de Russell por compostos destinados ao Bottas e chamou novamente o britânico aos boxes para colocar os pneus corretos. Russell atrás de Bottas na P5.
O erro da Mercedes, que liberou Russell à pista com os pneus de seu companheiro, está sob investigação. O britânico pode ser desclassificado e perder o ponto pela volta mais rápida, seu primeiro ponto em 37 corridas na Fórmula 1.
Neste momento, a equipe liderava a corrida com tranquilidade e sequer precisava realizar a troca dos compostos. Esse, na verdade, foi o erro número um.
 
Russell ressurge, mas é atrapalhado pela falta de sorte
                                                                                                               
A relargada veio na volta 69. Com a confusão, Perez assumiu a liderança da corrida, seguido por Ocon e Stroll.
Bottas errou e Russell passou. Os dois quase se tocaram em uma manobra ousada do britânico, ganhando a quarta posição sobre seu companheiro de equipe. Uma volta depois, Russell partiu para cima de Stroll e já ocupava a terceira posição no final da reta.
Na volta 73, Russell colocou do lado de Ocon na briga pela P2 e o francês não teve como se defender. Perez era o próximo, mas a diferença para o mexicano era de mais de três segundos.
Russell seguia sua performance impressionante de todo o final de semana e marcava a volta mais rápida da corrida, 56,393s. A diferença já caia para para 2,2s, mas o britânico teve um furo no pneu e precisou ir aos boxes. Russell retornou apenas na 15ª posição.
Bottas também teve um problema e perdeu várias posições. O finlandês terminou apenas na oitava posição.
 
Confira o resultado do Grande Prêmio de Sakhir:
 
1) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes)
2) Esteban Ocon (Renault)
3) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes)
4) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault)
5) Daniel Ricciardo (Renault)
6) Alexander Albon (Red Bull/Honda)
7) Daniil Kvyat (AlphaTauri/Honda)
8) Valtteri Bottas (Mercedes)
9) George Russell (Mercedes)
10) Lando Norris (McLaren/Renault)
11) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda)
12) Sebastian Vettel (Ferrari)
13) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)
14) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)
15) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)
16) Jack Aitken (Williams/Mercedes)
17) P.Fittipaldi (Haas/Ferrari)
OUT) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes)
OUT) Charles Leclerc (Ferrari)
OUT) Max Verstappen (Red Bull/Honda)
 
 
PARCEIROS CLUBE EXPRESS
Maringá
-Veículos:
   Golden Car  Locadora
- Animais:
   Animal Center Maringá
- Alimentos e Bebidas
  Fatima Rico Tortas
- Lojas:
  Ricardo Eletro
- Clínicas:
  Clínica da Alma
- Vida Saudável
  Armazém Vida Saudável
Marialva:
- Papelarias:
  Papelaria Planalto
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp