MENU

06/05/2019 às 14h06min - Atualizada em 06/05/2019 às 14h06min

Agentes da Guarda Municipal passam por treinamento e avaliação para uso de arma.

Dir. Com. Maringá
Aldemir de Moraes


A Guarda Municipal de Maringá realizou na última semana o processo de avaliação do desempenho dos 31 agentes da corporação que participaram, no mês passado, de um treinamento de tiro para uso de arma.
O treinamento teórico e prático durou mais de 250 horas, incluindo o período noturno, envolvendo instruções de manuseio de revólveres, pistolas e espingardas calibre 12. Também foram realizadas ações táticas de reação em situações de confronto com utilização de viatura.
Todos os agentes participantes são da turma que se formou em 2015 na Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças (Esfaep), instituição da Polícia Militar. A segunda turma, também com cerca de 30 agentes, participará do treinamento para uso de arma a partir do dia 3 de junho.
Para o secretário Municipal de Segurança, coronel Antonio dos Anjos Padilha, o treinamento também faz parte do processo de preparação da Guarda Municipal para a qualificação dos agentes, que passarão a atuar de forma mais efetiva nas mais diversas circunstâncias. “Estamos capacitando a unidade para que desempenhe suas funções de forma mais resolutiva e eficiente”, afirma.
Precisão e reação
De acordo com o gerente da GM, Osmar Machado, na última etapa de avaliação os agentes foram submetidos a provas de tiro de precisão e de reação com pistola, onde foi estabelecido um determinado número de disparos em diferentes alvos fixos e dentro de um tempo específico, com troca de carregador no período. 
Dos 31 agentes, apenas um terá de fazer uma nova prova para aprovação. Os demais receberão certificado de formatura no dia 31 de maio e, em seguida, terão de apresentar a documentação necessária e passar por teste psicológico para solicitar o porte de arma junto à Polícia Federal.
“A previsão é que esses agentes já estejam usando armas no coldre a partir do segundo semestre deste ano, o que elevará o efetivo da guarda em outro patamar de qualidade operacional”, diz Machado.
Para que os agentes passem a utilizar arma nas atividades de patrulhamento e abordagem é preciso antes a aprovação do Estatuto da Guarda Municipal que está em tramitação na Câmara de Vereadores. 
A votação do estatuto, um instrumento de fundamental importância para ordenar o funcionamento da unidade, está prevista para a próxima semana.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp