MENU

04/09/2020 às 15h52min - Atualizada em 04/09/2020 às 15h52min

Pietro Fittipaldi: O trabalho de um piloto reserva na F1.

Pietro comenta o trabalho de piloto reserva em um ano atípico na categoria.

Do F1mania.lance.com
Joe Portlock / LAT


O ano de 2020 tem sido de muito trabalho com a Haas na Fórmula 1 e me sinto muito honrado de fazer parte da estrutura da equipe desde o final de 2018, quando fiz meus primeiros testes junto com o time americano em Abu Dhabi. comentou Pietro.
Em 2019, foram quase sete dias de testes com o carro da equipe e mais de 2.500 quilômetros rodados. No início da temporada atual, consegui tirar minha superlicença, que abre a possibilidade de correr na F1. Com isso, a equipe me colocou como piloto reserva.
 
Estou indo para todas as corridas do calendário com a equipe e meu maior objetivo é ser um dos pilotos do grid em 2021. Estou sempre testando e ajudando a equipe no simulador. Não tivemos testes presenciais em 2020 além da pré-temporada em Barcelona, no início do ano, e também há uma restrição por parte da F1 no número de testes que as equipes podem fazer, então todas as equipes seguem investindo bastante em simuladores. Tenho ajudado muito a Haas nesse sentido, trabalhando no simulador e sempre pronto para ir à pista se convocado.
Acredito que o fato de ter guiado em muitas categorias contribui para que eu ajude a Haas a evoluir o carro e estar sempre preparado para qualquer oportunidade. Já pilotei vários carros diferentes na minha carreira e um fato curioso sobre isso aconteceu em 2018, quando pilotei três carros diferentes em três continentes em um espaço de apenas 12 dias – Indy nos EUA, WEC na Espanha e Super Fórmula no Japão. Guiar tantos carros potentes como esses me ajudaram bastante para evoluir como piloto e acredito que essa facilidade de me adaptar em qualquer carro me ajuda a estar sempre preparado.
Como não estou correndo em outra categoria no momento, a própria pandemia não permite que eu pense em algo fora da F1, eu preciso seguir muito dedicado na preparação física e ter muita determinação para o momento que chegar essa oportunidade. Isso é algo que eu sempre busco me conscientizar e acredito que estou no caminho certo.
 
Minha rotina mudou bastante nos últimos meses, já que as corridas não estão sendo tão espaçadas, acabo voltando menos para casa em Maranello, seguindo o protocolo rígido da F1. Em um final de semana de GP, vamos sempre do hotel para a pista, ficamos lá o dia inteiro e de lá voltamos para o hotel.
Nessas próximas duas semanas, estaremos na Itália para o GP em Monza e o GP em Mugello, então seguirei trabalhando para o melhor desenvolvimento possível da Haas.
 
PARCEIROS CLUBE EXPRESS
Maringá
-Veículos:
   Golden Car  Locadora
- Animais:
   Animal Center Maringá
- Alimentos e Bebidas
  Fatima Rico Tortas
- Lojas:
  Ricardo Eletro
- Clínicas:
  Clínica da Alma
- Vida Saudável
  Armazém Vida Saudável
Marialva:
- Papelarias:
  Papelaria Planalto
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp