MENU

14/08/2019 às 16h40min - Atualizada em 14/08/2019 às 16h40min

′Hackaton do Sistema′ converge inovação, fiscalização e empreendedorismo.

Da Dir. Com. Maringá.
Divulgação\ Crea


Com o tema “Fiscalização Inovadora, Sociedade Segura”, o Hackaton do Sistema, evento organizado pela Associação Profissional dos Geógrafos do Paraná (Aprogeo), com o apoio da Prefeitura de Maringá e Crea-PR e  parceria da Unicesumar, será realizado em Maringá durante os dias 17 e 18 de agosto com duração de 30 horas ininterruptas. Nesse período, os participantes competirão em grupos formados por no mínimo quatro e, no máximo, oito membros. Cada equipe será assessorada por mais dois membros especialistas nos temas fiscalização, inovação e empreendedorismo, que atuarão num sistema de rotação por equipe.
Como o próprio tema sugere, as equipes trabalharão em busca de soluções para processos mais ágeis e inovadores, que usam a tecnologia com foco na elevação da produtividade e eficiência nos processos de fiscalização. Os projetos devem apresentar soluções digitais com uso de tecnologias como: inteligência artificial, automação, processo eletrônico, plataformas transacionais, robôs de automação (bots), internet das coisas, trabalho colaborativo, big data, realidade virtual e realidade aumentada.
 
Segundo o Presidente da Aprogeo, Geógrafo Jorge Campelo, o evento nasceu de uma vontade antiga da Associação que, ao debater a ideia com o Crea, decidiu focar o Hackaton na fiscalização do Conselho. “Ambos os órgãos tem interesse em tecnologia e soluções inovadoras. Um dia estávamos em uma reunião com o Gerente do Departamento de Relações Institucionais (DRI) do Crea-PR, Claudemir Prattes, e ele sugeriu direcionarmos a ideia do Hackaton para a fiscalização do Conselho. Achamos a ideia ótima já que esse é um tema relevante não só para a sociedade, mas para o Sistema Confea/Crea como um todo”, pontua Jorge.
Somente em 2018, foram mais de 27 mil fiscalizações realizadas pelo Departamento de Fiscalização - Defis - do Crea-PR. Segundo o Presidente do Crea-PR, Engenheiro Civil Ricardo Rocha, esta é uma grande oportunidade de alinhar tecnologia, inovação e boas ideias. “A Aprogeo e o Crea sempre tiveram este perfil inovador e disruptivo, mas mesmo assim é sempre importante ter alguém com uma visão de fora dando sugestões ou soluções do que podemos melhorar. Hoje o Crea-PR é um dos modelos para os Creas do Brasil no quesito da fiscalização, temos diversas práticas que nos colocam como referência, e este Hackaton tem tudo para nos dar um leque de opções de melhorias em nossos processos”, comenta Ricardo.
Os projetos concluídos até o final do Hackathon serão avaliados por uma comissão julgadora, de acordo com critérios de criatividade, originalidade, impacto social, escalabilidade, replicabilidade, qualidade técnica e da documentação e possibilidade de implementação. Segundo Jorge, mesmo as soluções que não ficarem no pódio do evento, poderão ser utilizadas no futuro pelo Conselho. 
 
“A nossa intenção é fomentar a inovação, e essa é a tendência da sociedade como um todo: buscar a inovação. Não só nos segmentos profissionais, mas em diversas áreas da sociedade. Por isso todas as soluções apresentadas serão aproveitadas. Claro, não de imediato, pois elas seriam um protótipo. Mas, após passar por um crivo, essas propostas vão para a TI do Crea para fazer uma adaptação. Após isso, será trabalhado pelo Departamento de Fiscalização”, finaliza Jorge. (Texto da assessoria de imprensa do Crea/PR)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Fale Conosco
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp